Você já ouviu falar em Mindfulness e seus benefícios no bem estar e na comunicação?

mindfulness-1024x537Olá, tudo bem?

Como são muitas pessoas perguntando para mim sobre como lidar com o nervosismo nas apresentações em geral, resolvi este mês falar sobre uma técnica que vem sendo adotada cada vez mais nas organizações: o mindfulness.

Segundo a academia brasileira de Mindfulness, traduzido no Brasil como Atenção Plena ou Mente Presente, é hoje o instrumento mais eficiente e comprovado para desenvolver as pessoas e as organizações.

Os seus benefícios, conhecidos há milênios pelos praticantes, estão agora testados e aprovados pela ciência moderna e pelas empresas.

Ele atua nas pessoas, transformando a maneira como elas se relacionam com elas mesmas e com os outros, causando assim um aumento na produtividade individual e de toda organização. 

A técnica é fundamental em apresentações em geral, eficaz principalmente para vídeo e TV. Por meio dela é possível controlar o nervosismo e ansiedade. 

Mindfulness proporciona concentração e mais serenidade na comunicação elevando o nível de empatia.

Vamos começar praticando em atividades rotineiras? Conheça alguns exercícios diários para prática de Mindfulness sugeridas pelo Professor de Psicologia John P. Forsyth, Ph. D da University at Albany, Suny, traduzidas e adaptadas pela terapeuta Airamaia Chapina. 

1.Tomando banho:

Esta é uma das melhores atividades diárias para praticarmos Mindfulness pois além de ser uma atividade prazerosa, ela proporciona uma série de estímulos e sensações que na maioria das vezes não percebemos por tomarmos banho mecanicamente enquanto nossa cabeça está em qualquer outro lugar, menos no AQUI e AGORA.
Ao tomar banho sinta a temperatura da água, sinta o toque das gotas do chuveiro caindo sobre o seu corpo e escorrendo por ele, observe cada sensação e cada movimento realizado. Nestes momentos não julgue o banho ou a temperatura da água em boa ou má, simplesmente sinta. Observe você se tocando ao se lavar, o sabonete ou a bucha em contato com a sua pele, os movimentos verticais ou circulares, a espuma, o cheiro do sabonete e/ou xampu. Observe também como, durante o banho, sua mente vai para longe do momento presente e você passa a pensar sobre o que fará depois do banho. Perceba que você também tem a tendência de ficar se relembrando de coisas que já aconteceram, ficar remoendo sentimentos, sonhando e/ou preocupando-se com o futuro, Neste momento, se atente ao processo de como sua mente trabalha e escapa do presente e retorne a sua experiência de tomar banho de forma completamente consciente, sinta o que você está fazendo no momento,e, toda vez que sua mente for para qualquer outro lugar, gentilmente traga-a para o AQUI e AGORA, estando consciente de cada movimento e sensação.

2. Escovando os Dentes
Este exercício também é de grande valia, pois assim como qualquer outra atividade, você poderá fazê-la de forma consciente. Sinta as cerdas da sua escova de dente sobre os seus dentes, sinta o gosto da pasta de dente e o ardor em alguns pontos das suas papilas gustativas, observe em que região da sua língua elas são ativadas. Sinta as cerdas da sua escova enquanto você escova a sua gengiva, a língua, experiencie cada sensação. Foque em cada movimento e sensação.

3. Comendo
Deixe de lado jornais, revistas ou qualquer coisa que possa desconcentrá-lo, roubando-lhe a atenção. Desligue o computador, a TV e o rádio. Agora observe tudo, desde o ato de segurar o garfo e levá-lo à sua boca a todas sensações advindas do ato de comer, o sabor dos alimentos, a textura, o contato dos seus dentes com o alimento, a mastigação, a comida sólida e algumas vezes fibrosa tornando-se líquida e sendo engolida, passando pela sua glote e assim por diante.
Recomendamos que por alguns minutos você feche seus olhos quando a comida estiver na sua boca e coma vagarosamente, saboreando-a.

4. Fazendo ginástica

Ao fazer qualquer atividade física, esteja completamente atento, ou seja, nada de fones de ouvido, música, TV ou conversa com os outros. Apenas preste atenção aos movimentos, observe as sensações nos seus músculos, observe sua respiração. Não dê adjetivos às suas sensações, como “isto dói”, “é difícil” ou “eu me sinto bem”, “isto é bom”. Se você fizer isto, você estará completamente consciente ao exercitar-se.

Estes são alguns exemplos de comportamentos rotineiros que você pode experimentar completamente consciente. Faça alguns deles ou escolha outras atividades cotidianas para que você esteja completamente atendo (mindful). Quanto mais você fizer coisas de forma consciente, mais em contato você estará com a sua vida real. De fato, várias atividades que você acha chata, podem tornar-se menos chatas porque você poderá experienciá-las com todas as suas nuances.

Saiba mais em: https://contextualscience.org/exerc_cios_de_mindfulness 

Gostou? Falarei mais sobre este tema e outras formas de se praticar Mindfullness com foco nas apresentações no final de agosto na palestra  on line “10 passos para apresentações de sucesso”. Garanta sua vaga: http://teleaulaead.com.br/contato/ 

Um grande abraço!